Metafísica do Amor

Li a Metafísica do Amor, de Schopenhauer – o carrasco do lirismo. Percebam:

“O fato de um homem estar enamorado produz frequentemente fenômenos cômicos, e às vezes trágicos; em ambos os casos porque ele, possuído pelo espírito da espécie, é agora dominado por este e não mais se pertence: assim, sua ação é inadequada à do indivíduo”.

O “espírito da espécie”, diz, é apenas a responsabilidade que temos com a constituição da geração vindoura.

  1 comment for “Metafísica do Amor

  1. Fabio
    27 de agosto de 2015 at 21:27

    Danilo, não nos abandone! rsrsr!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *